Header Ads

Últimas Notícias

Mãe de recém-nascida abandonada no aterro sanitário se apresenta a Policia

Uma mulher de 30 anos, residente em um bairro do Cerrado de Emas, mãe da recém-nascida que foi encontrado na área do aterro sanitário de Pirassununga , por trabalhadores do local, na tarde desta segunda-feira (23), se apresentou a Polícia Civil na manha desta terça-feira (24).

De acordo com o delegado que não informou os detalhes do depoimento prestado pela mulher, que confessou ser a mãe do feto. A suspeita de que a recém-nascida  ainda estava com o cordão umbilical, tenha sido abandonada faltando poucos dias  do seu  nascimento. O pai também prestou depoimento.

Ainda segundo a polícia, não é possível afirmar se a causa da morte seria infanticídio, aborto ou se o bebê teria sido abandonado e morrido no local. Só  o exame do IML (Instituto Médico Legal) vai  apurar a causa real do acontecido.





Entenda o caso


O corpo de um bebê recém-nascido, identificada como sendo uma menina,  foi encontrado na área do aterro sanitário de Pirassununga , por trabalhadores do local, na tarde desta segunda-feira (23).



De acordo om a  Polícia Militar, funcionários do aterro encontraram a bebê com um pano dentro da boca e enrolada em um cobertor verde. Ainda segundo a polícia, não é possível afirmar se a causa da morte seria infanticídio, aborto ou se o bebê teria sido abandonado e morrido no local.





Pelo estado do corpo, já em decomposição, a polícia estima que ela foi deixada no local há pelo menos quatro dias.




O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Limeira (SP) e exames devem apontar as causas da morte. A mãe ainda não foi identificada e o caso será investigado pela Polícia Civil.