Header Ads

Últimas Notícias

Pai espanca e pendura filhos pelo pescoço! e vídeo se espalha nas Redes Socias

Será que o vídeo mostrando um homem espancando várias crianças e pendurando uma delas pelo pescoço é verdadeiro ou falso? Devemos denunciar?

O vídeo de pouco mais de um minuto de duração começou a se espalhar na primeira semana da fevereiro de 2018 através de grupos no WhatsApp e mostra cenas horríveis de maus-tratos com crianças.


No filminho (que não vamos publicar aqui devido ao seu conteúdo violento) podemos ver um homem batendo em algumas crianças, além de pendurar uma delas pelo pescoço em uma corda!

“Ajudem para que esse vídeo chegue às autoridades”, diz vídeo de homem espancando crianças! Será que isso foi aqui no Brasil? (foto: Reprodução/WhatsApp)

De acordo com as postagens feitas no WhatsApp, o homem seria o pai das pequenas e indefesas vítimas e que as pessoas tinham que compartilhar essas cenas ao maior número de pessoas até que elas cheguem ao conhecimento do Ministério Público.

Só assim, diz o texto que acompanha esse vídeo, conseguiremos fazer com que esse monstro seja preso!

Esse caso aconteceu aqui no Brasil?

O compartilhamento dessas imagens ajuda a Polícia a prender esse agressor?

Verdade ou mentira?

vídeo é real, mas o caso não aconteceu no Brasil!
As agressões foram filmadas, no dia 28 de janeiro de 2018,  por um vizinho em uma aldeia Deogarh, no distrito de Rajsamand (Índia).
Não adianta compartilha esse vídeo pois o pai das crianças, Chain Singh Rawat, já foi preso. Em depoimento, Chain disse no dia da sua prisão (30 de janeiro de 2018) que sempre bateu nas suas crianças.
Entrevistado pelo site Asian Age, o presidente da Comissão do Estado de Rajasthan para a Proteção dos Direitos da Criança disse que as autoridades já estão tomando medidas rígidas em relação a esse episódio e que, além do homem que espancou os filhos, uma ação também será tomada contra a pessoa que fez o vídeo e o postou nas mídias sociais.



Infelizmente, ainda não tivemos informações a respeito do estado de saúde das crianças.

Conclusão

Não adianta compartilhar vídeos como esse. Nesse caso, as filmagens foram feitas na Índia e o agressor já está preso!