Header Ads

Últimas Notícias

STF concede salvo-conduto ao ex-presidente Lula até julgamento final de habeas corpus



Dida Sampaio/Estadão Conteúdo.
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram no início da noite desta quinta-feira, 22, adiar para o próximo dia 4 de abril a conclusão do julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, impetrado pela defesa com o objetivo de evitar a prisão do ex-presidente.


Sendo assim, com a decisão desta quinta-feira, 22, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de segunda instância, não poderá decretar a prisão de Lula na próxima segunda-feira, 26, quando julgará o único recurso da defesa contra a condenação do ex-presidente a 12 anos e 1 mês de prisão.
 O julgamento do mérito do pedido será retomada na próxima sessão plenária (4 de abril).

Por 7 votos a 4, os ministros do STF admitiram julgar o habeas corpus. O advogado José Roberto Batochio, integrante da defesa de Lula, pediu a concessão de uma liminar (decisão provisória) para que o ex-presidente não fosse preso antes da conclusão do julgamento, no próximo dia 4. A presidente Cármen Lúcia submeteu então o pedido aos demais ministros. Por 6 votos a 5, a liminar foi concedida.