DivulgaçãoObra parada da USF do Jardim Itália, que funciona hoje em imóvel alugado na Vila Pinheiro
Os vereadores Edson Sidinei Vick (Pros) e Luciana Batista (Pros) voltaram a fazer nesta semana um pedido de informações à administração questionando a paralisação das obras da Unidade de Saúde da Família (USF) do Jardim Itália. Os vereadores querem esclarecer, entre outros pontos, se o município recebeu algum apontamento do Tribunal de Contas referente à suspensão dos trabalhos.

“A USF do Jardim Itália funciona hoje em imóvel alugado na Vila Pinheiro, em local insalubre e sem acessibilidade, o que é inapropriado para uma unidade de saúde. A construção da USF, portanto, vai permitir que a administração não só economize com aluguel, como também atenda aos vários bairros da região, como Jardim Itália, Vila Pinheiro, Jardim Eldorado, Jardim Leonor Cristina, Jardim Margarida e Jardim Veneza”, registraram.
A reforma da USF da Vila Esperança também foi questionada por eles em outra propositura. “Em razão da falta de estrutura do prédio, a equipe foi deslocada para a unidade do Parque Clayton Malaman, e, o que era para ser provisório, está levando mais de um ano para ser solucionado”, apontaram os vereadores, que pediram ainda informações sobre o número de ações trabalhistas movidas contra o Saep (Serviço de Água e Esgoto de Pirassununga) nos últimos cinco anos.
Caixa d’água – Nesta semana, a vereadora Luciana fez ainda uma indicação ao Executivo pedindo a manutenção da caixa d’água da EMEF “Professor Iran Rodrigues”, na Vila Santa Fé. “O procedimento é necessário, para garantir a qualidade da água que é utilizada pelos funcionários e alunos do local”, defendeu.
Autoria: Imprensa/Câmara