Header Ads

Últimas Notícias

Brasileiros assediam mulher na Rússia e deixam anônimos e famosos indignados

Vídeo mostra homens dizendo baixarias a moça, que não entende português e sorri
É comum ouvir que o melhor do Brasil é o brasileiro. Em vídeo que viralizou na internet no final de semana, dá pra dizer que nem sempre isso é verdade. Pelo contrário, a atitude de um grupo de brasileiros na Copa do Mundo da Rússia tornou-se vergonha alheia pra todo País após repercutir muito mal nas redes sociais e ser detonada por anônimos e famosos, que usaram a #MachismoNaCopa.
Na gravação postada, eles aparecem cantando músicas e dizendo baixarias a uma mulher, ao que tudo indica russa, referindo-se à possível cor do órgão sexual dela. A moça, por não compreender português, interage e brinca com eles.
Na gravação postada, eles aparecem cantando músicas e dizendo baixarias a uma mulher, ao que tudo indica russa, referindo-se à possível cor do órgão sexual dela. A moça, por não compreender português, interage e brinca com eles.
"Não é engraçado. É machismo. Misoginia. É vergonha, muita vergonha", disse a atriz Débora Nascimento, também na rede social. Foi exatamente o mesmo texto de repúdio que postaram Bruna Linzmeyer e Nathalia Dill.
"Brincadeira de mau gosto de brasileiros na Rússia, com uma mulher que sequer sabia o que estava repetindo", postou a apresentadora Fernanda Lima em seu Instagram.
" A atriz e apresentadora Monica Iozzi também protestou: "Me recuso a postar o vídeo. Me recuso a divulgar cenas que propaguem ódio, desrespeito, humilhação. Mas eu não conseguiria não falar sobre esse vídeo horrendo. Constrangida por ver meu país sendo representado mundo afora por este tipo de gente".
" A atriz Tainá Muller foi outra que tornou pública sua indignação. "Se aproveitaram do fato da menina não entender português. Que nojo!".

" O blogueiro e influenciador digital Hugo Gloss também não deixou barato e, numa sequência de stories, soltou o verbo: "Esse tipo de comportamento é onde começa a cultura do estupro e do machismo. Então, não é engraçado, não é legal. É um comportamento muito lamentável".

" E ele continuou. "Já estão na Rússia, um país claramente homofóbico e preconceituoso. E eles estão ali, reforçando o esteriótipo e reforçando a cultura machista e do estupro, mostrando que nós somos tão retrógrados quanto eles. Vergonha desses brasileiros".

Papelão

Um deles é um tenente que trabalha em Lages (SC) e está de férias na Rússia e deverá responder a um processo administrativo disciplinar quando retornar ao trabalho. O outro é um advogado de Pernambuco, inscrito na OAB. A entidade repudiou “veementemente” o episódio, alegando que “a preconceituosa atitude dos torcedores causa vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher.”
Veja o Vídeo