Header Ads

Últimas Notícias

VW Brasília faz 45 anos com 329.999 exemplares no Estado, diz Detran.SP

Foto Divulgação
Lançado em 8 de junho 1973, modelo teve mais de 1 milhão de unidades fabricadas até 1982; 544 têm a cobiçada placa preta, para colecionadores.

Sucesso nas ruas brasileiras nas décadas de 1970 e 1980 e nas rádios na de 1990, a Brasília completa neste ano 45 anos. No sistema do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), constam 329.999 exemplares do modelo registrados no Estado. Destes, 544 têm a placa preta, para colecionadores.

AS 10 CIDADES COM MAIS REGISTROS

1

São Paulo

  136.247

2

Guarulhos

        7.866

3

Santo André

        7.391

4

Campinas

        7.297

5

São Bernardo do Campo

        6.310

6

São José dos Campos

        4.117

7

Sorocaba

        3.999

8

Osasco

        3.864

9

Ribeirão Preto

        3.585

10

Jundiaí

        2.976


O VW foi lançado em 8 de junho de 1973, como um projeto desenvolvido no Brasil. Tinha como destaques o bom espaço interno, a ampla visão proporcionada pela grande área envidraçada e o baixo consumo de combustível. Seu motor 1.600 com 65 hp fazia 11 km/l.

O nome, claro, homenageava a moderna capital brasileira, fundada 13 anos antes. O modelo custava pouco mais que o Fusca, embora fosse mais moderno e espaçoso: Cr$ 20.830,00 (cerca de R$ 19 mil, em valores atualizados pelo IPC-FIPE).

Em 1995, uma ”Brasília amarela com roda gaúcha” virou febre em todo o país na música “Pelados em Santos”, da banda cômica Mamonas Assassinas. A canção tornou-se a mais conhecida do grupo.

Outra curiosidade: o carro também foi fabricado no México e já apareceu em episódios do seriado “Chaves”.

O VW Brasília passou por reestruturações leves até deixar de ser descontinuado em 1982. Nesses nove anos, mais de 1 milhão de unidades foram produzidas.