Header Ads

Últimas Notícias

Aviador da Força Aérea Brasileira desaparece em Manaus após retornar de viagem

O carro do piloto foi encontrado com todos os pertences dentro e a chave na ignição | Foto: Divulgação/Facebook
O aviador da Força Aérea Brasileira (FAB) Gabriel Ferreira, de 25 anos, está desaparecido desde a madrugada da última segunda-feira (2). De acordo com aviadores do mesmo esquadrão de Gabriel, no dia em que desapareceu, por volta das 3h, eles retornaram à capital de uma viagem e foram para suas casas.


 Ao que tudo indica, Gabriel não chegou a entrar em sua casa. O carro do aviador, modelo Fox, de cor preta e placa FVD-5230, emplacado em Mococa, interior de São Paulo e cidade natal do piloto, foi encontrado três horas depois do desaparecimento.

Por volta das 6h, o veículo estava abandonado na ponte Jornalista Phelippe Daou, conhecida como Ponte Rio Negro, que liga a capital amazonense aos municípios, de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, que fazem parte da Zona Metropolitana de Manaus (ZFM). 

No interior do carro foram encontrados objetos pessoais do aviador, como celular, carteira e dinheiro. A chave do automóvel estava na ignição, segundo policiais militares, que acharam o carro estacionado no lugar. Desde então, os amigos e familiares de Gabriel não tiveram mais notícias sobre ele.

A reportagem tentou contato com familiares e conhecidos do piloto, mas não obteve resposta. A assessoria de comunicação da Ala 8, da FAB, disse que não pode se pronunciar sobre o assunto, pois não tem detalhes do caso. 

A delegada titular da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), Catarina Saldanha, disse que, em meio às investigações sobre o ocorrido, soube que o carro foi encontrado com a porta aberta na ponte. 
A ala 8, da FAB, disse que não vai se pronunciar sobre o caso | Foto: Divulgação/Facebook

"É estranho este fato, pois se houvessem terceiros envolvidos na situação, com certeza não teriam deixado o veículo intacto, como foi encontrado", contou. Conforme a delegada, o aviador havia pedido a um amigo próximo para ter cuidado ao falar para os pais do piloto quando soubesse da notícia. "


Não podemos afirmar que o piloto tenha se jogado da ponte, pois é a polícia de Iranduba que está investigando mais a fundo o caso, mas é uma possibilidade que ainda não foi descartada", completou. Nas redes sociais, Gabriel se mostra um apaixonado pela aviação desde criança. 

Além disso, o seu perfil é cheio de fotos da família, amigos e da FAB, mostrando uma aparente alegria. Um conhecido do piloto registrou um Boletim de Ocorrência no 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Iranduba e a Deops está dando apoio nas investigações em Manaus. 


Logo de Amazonas - Amazonas Em Tempo