Header Ads

Últimas Notícias

À caça dos covardes: operação mira suspeitos de feminicídio, mas prende variados criminosos em todo país

A Operação Cronos, foi realizada em todo o Brasil terminou com 2.627 homens presos (Foto: Raquel Miranda)
Foi divulgado, neste sábado (25/8), o balanço da Operação Cronos deflagrada nessa sexta-feira (24/8). Em todo o país, 2.627 pessoas acabaram atrás das grades acusadas de crimes graves, como homicídio e feminicídio.

Os policiais apreenderam 341 adolescentes. Do total, foram 42 presos pela prática de feminicídio (assassinato de mulheres), 404 por homicídio, 289 presos por crimes relacionados à Lei Maria da Penha, 640 autuados em flagrante por posse/porte irregular de arma de fogo ou tráfico de drogas e 1.252 pessoas foram presas em decorrência de mandados de prisão expedidos por outros crimes.
A operação foi uma ação integrada do Ministério da Segurança Pública, em parceria com as Polícias Civis de todos os estados. Mais de 7,8 mil agentes participaram da ofensiva que retirou das ruas 46 armas de fogo e aproximadamente 383 quilos de entorpecentes, como maconha, cocaína e crack.
(Foto: Divulgação / Policial Civil)
Segundo o Ministro Raul Jungmann, a operação integrada é um exemplo de como funcionará o Sistema Único de Segurança Pública, em vigor desde junho, após a sanção da Lei nº 13.675/2018. “O que nos importa é a proteção e a garantia da vida, sobretudo combater o feminicídio, esse crime covarde e inaceitável. Todos são, mas alguns são mais graves e repulsivos, sobretudo contra mulheres”, afirmou.
Pirassununga On, com Agências de Noticias