Header Ads

Últimas Notícias

Examinador de prova prática é preso em Leme após Detran.SP denunciar cobrança de propina

Avaliador credenciado também responderá a processo administrativo e receberá suspensão cautelar


Denúncia feita pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) levou à prisão em flagrante de um examinador de trânsito na tarde de quinta-feira (16/8), em Leme, por cobrança de propina a candidata no exame prático de direção veicular da categoria B (carro). 

Ao final do teste, uma candidata comunicou ao órgão que o profissional responsável por sua avaliação, um examinador credenciado, teria cobrado R$ 200 para aprova-la. No entanto, como não tinha a quantia no momento, ele reteve o seu RG.

O Detran.SP orientou e acompanhou a cidadã à delegacia para denunciar a irregularidade à Polícia Civil, que fez campana para flagrar o crime. Na hora marcada, a candidata retornou ao local de prova para encontrar o examinador e a polícia deu voz de prisão após presenciar o recebimento da quantia e a devolução do documento. Outros R$ 300 também foram encontrados com o examinador e seria cobrança extra para aprovação de outro candidato.

O caso foi registrado no 2º DP de Leme pela autoridade policial como crime de corrupção passiva, previsto no artigo 317 do Código Penal, com pena de reclusão de dois a 12 anos e multa. O examinador foi encaminhado à cadeia pública de Pirassununga.

Paralelamente ao processo judicial, o Detran.SP vai instaurar processo administrativo contra o examinador, que poderá ser descredenciado. De imediato, ele receberá uma suspensão cautelar por 30 dias, período em que não será convocado para realizar novos exames práticos do Detran.SP. 

O Detran.SP ressalta a importância dos cidadãos não aceitarem vantagens e sempre denunciarem irregularidades como essa. Ao ser abordado ou presenciar cobrança de propina, os candidatos devem comunicar a situação ao presidente de banca, funcionário do Detran.SP responsável pela organização do exame prático. Denúncias também podem ser feitas à Ouvidoria do Detran.SP, que pode ser acionada no portal www.detran.sp.gov.br. O sigilo é garantido.

Assessoria de Comunicação Detran.SP