Header Ads

Últimas Notícias

WhatsApp está liberando stickers (figurinhas) para todos os usuários

Agora é oficial: o WhatsApp está mesmo liberando o envio de figurinhas — ou stickers — nas versões mais recentes de seu aplicativo para Android e iOS, conforme adiantado  o site Tecnoblog.
Para esta fase inicial, estão sendo disponibilizados stickers criados tanto por artistas do próprio WhatsApp quanto por desenhistas convidados.


São pelo menos 12 pacotes de figurinhas, mas é possível adicionar outros. O WhatsApp ressalta que qualquer pessoa pode elaborar stickers (se tiver os conhecimentos necessários, é lógico) e, posteriormente, disponibilizá-los via Play Store, por exemplo. As instruções para criar stickers estão nesta página.
Para usar as figurinhas, tudo o que é necessário fazer é tocar no botão correspondente durante uma conversa e selecionar as imagens. É possível adicionar novos pacotes tocando no botão com ícone de mais.
Mensageiros rivais, como Telegram e Line, suportam stickers há muito tempo. Por que só agora o recurso está chegando ao WhatsApp? Uma explicação pode ser a aparente resistência dos fundadores do serviço: Jan Koum e Brian Acton sempre defenderam a ideia de deixar o WhatsApp o mais simples possível.
Stickers no WhatsApp
Ambos se juntaram ao Facebook depois que a companhia comprou o WhatsApp, mas nenhum deles permanece por lá, ou seja, a suposta resistência deles já não interfere nos planos. Brian Acton saiu em 2017. Por sua vez, Jan Koum deixou a empresa em abril deste ano. A saída de ambos foi motivada justamente por conflitos com os interesses do Facebook.


Entre esses interesses está o de transformar o WhatsApp em uma plataforma integrada a outros serviços e, nesse sentido, stickers e recursos completares ajudam a aumentar o engajamento com a ferramenta.
Tanto no Android quanto no iPhone, os stickers começaram a ser disponibilizados nesta semana. Note, porém, que o recurso está sendo liberado gradualmente, por isso, pode levar alguns dias para os stickers aparecerem para você.
via Tecnoblog