Header Ads

Últimas Notícias

Sérgio Moro aceita ser superministro da Justiça e Segurança Pública de Bolsonaro

Sérgio Moro e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes  AP
O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, aceitou nesta quinta-feira, 1, o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o superministério da Justiça.



Em nota, ele disse aceitar o convite com “certo pesar”, porque ainda teria 22 anos na carreira de juiz. “No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupcao e anticrime organizado, com respeito a Constituicao, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisao. Na pratica, significa consolidar os avancos contra o crime e a corrupcao dos ultimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior”.
Agora indicado para um cargo político, Moro também falou sobre os próximos passos da operação que o levou ao conhecimento do público nacional e o transformou em uma figura popular:
“A Operacao Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controversias desnecessarias, devo desde logo afastar-me de novas audiencias.”


O futuro ministro da Justiça deverá dar conceder entrevista a jornalistas na próxima semana para dar mais detalhes.

Copyright © 2018 Estadão conteúdos . Todos os direitos reservados