Header Ads

Últimas Notícias

Homem de 38 anos morre com a doença do pombo em Ribeirão Preto-SP

Anderson Cleiton Antunes - Foto Rede Social
Anderson Cleiton Antunes, morador de Taquaritinga, interior do Estado de São Paulo, morreu nesta última terça-feira (03/09), aos 38 anos, no Hospital São Francisco, em Ribeirão Preto-SP, vítima da criptococose - conhecida como “doença do pombo”. 



Segundo as informações de sua mãe, Marcia M. Azevedo Michelutti, em entrevista concedida ao Jornal da Mix, Anderson lutava contra a doença desde o dia 1 de Agosto de 2018. Os sintomas incluíam dores de cabeça, vômito e diarréia. Ele ressalta que a vítima não possuía problemas de saúde até começar apresentar complicações por conta da enfermidade.

“Essa é uma doença muito séria e as pessoas deveriam tomar mais cuidado. Após a aparição dos primeiros sintomas e diversos exames, o neurologista Dr. Maurício e o infectologista Dr. Daniel diagnosticaram meu filho com meningite fúngica. Ele foi transferido para Ribeirão e depois de uma semana de internação, nos informaram de que se tratava da “doença do pombo”, explica.

Como ocorre a transmissão da Doença do Pombo - Imagem: Ministério da Saúde
De acordo com o jornal Tribunal On Line, Anderson trabalhava em Ribeirão Preto (SP) e seus familiares suspeitam que ele tenha contraído a doença no escritório em que ele trabalhava, pois segundo os relatos, havia um aparelho de ar condicionado na sala dele, onde os pombos aninhavam na parte externa do aparelho. 

Desde o diagnóstico, o taquaritinguense ingeria uma alta quantia de medicamentos e convivia com sequelas do mal-estar. “Meu filho acabou perdendo 80% da audição em um de seus ouvidos. Ele havia se curado da doença, mas os fungos alcançaram seu sistema neurológico, deixando lesões cerebrais que não conseguimos vencer”, finaliza. 



Em contanto com a Vigilância Epidemiológica de Taquaritinga (SP), a enfermeira Ana Moi disse que, atualmente, não há nenhuma notificação da doença na cidade.

O que é a Doença do Pombo

A Doença do Pombo, como é popularmente conhecida a criptococose, é uma micose causada pelos fungos Cryptococcus neoformans ou Cryptococcus gattii. Assim, é uma levedura encapsulada, que pode levar o indivíduo à morte.

Transmissão

Os fungos se proliferam especialmente em fezes de pombos (por isso o nome popular "Doença do Pombo"). Contudo, podem estar presentes também em frutas secas, cereais e árvores. Tais fungos se espalham pelo ar. Portanto, o risco de contrair a doença é maior em ambientes fechados.


Após o ar contaminado ser inalado, o fungo permanece no pulmão da pessoa e, então, migra para o sistema nervoso central. Devido a isso, a doença pode afetar a pele, ossos, trato urinário, olhos, próstata, pulmões e o sangue.

Sintomas da Doença do Pombo

De acordo com o Ministério da Saúde, quando os pacientes chegam aos hospitais para internação, eles já têm apresentado os sintomas de três semanas a três meses, em média.


Assim, ao perceber um ou mais sintomas abaixo a recomendação é ir a um pronto-socorro imediatamente. Até porque alguns dos sinais são bastantes semelhantes a doenças comuns, como gripe.
Os sintomas da Doença do Pombo mais frequentes são:
  • Dor de cabeça
  • Febre
  • Fraqueza
  • Fadiga
  • Dor no peito
  • Náusea
  • Vômito
  • Sudorese noturna
  • Confusão mental
  • Alteração na visão
  • Falta de ar
( com informações Tribunal On Line e minhavida )